5 motivos para conhecer e amar o cobogó

Se tem uma coisa que eu amo de paixão são os cobogós, ou elementos vazados, que se depender de mim colocaria em todos os projetos do mundo. Vou explicar aqui 5 motivos pra você conhecer e também amar o cobogó:

O cobogó foi criado por três engenheiros (olha eles também fazem coisas boas), que tinham como objetivo criar um elemento que permitisse a entrada de luz solar e ventilação natural. Eles eram o português Amadeu Oliveira Coimbra, o alemão Ernesto August Boeckmann e o brasileiro Antônio de Góis – formando assim com as iniciais dos sobrenomes Co-bo-gó, como ficou conhecido. Ele tem como referência os elementos árabes, mais conhecidos como muxarabis, que são construídos em madeira e tem o mesmo objetivo do cobogó.

O elemento vazado surgiu na década de 20 em Recife, mas já havia sido difundido por Lúcio Costa, tornando-se um elemento conhecido na arquitetura moderna brasileira. De acordo com o ArchDaily, “apesar da permeabilidade visual, os cobogós, de certa forma, trazem privacidade ao usuário. Feitos de cimento e tijolo no início, passaram a ser produzidos também em cerâmica e outros distintos materiais“.

1. sua função

Como expliquei lá em cima, o cobogó traz a iluminação solar e a ventilação natural pra dentro de casa, tudo isso sem diminuir a privacidade do ambiente. Além disso, ele cria um efeito de luz e sombra maravilhoso, dependendo do local em que você o coloca (veja mais no próximo motivo).

f48c0f5f957942e79700dc4a75e8485a1

2. efeitos de luz

O cobogó, como disse lá em cima, pode criar efeitos de luz incríveis, dependendo da hora, de sua posição e da estação. Isso acontece tanto com a luz solar, que é incidida no interior da edificação, quanto no exterior, quando acendemos as luzes artificiais e elas atravessam para o exterior:  “tornando a arquitetura uma espécie de luminária urbana que interage com as sombras de seus usuários e mobiliário” (ArchDaily).

cobogo-560x397

3. elemento de decoração

Além dos efeitos e das vantagens de seu uso, o cobogó pode ser usado apenas para decorar o ambiente, tornando as divisões de ambiente mais lúdicas e diferentes do comum. Além disso, ela não separa como uma parede sólida, onde não conseguimos visualizar o outro lado, portanto também funciona como um elemento que separa e dá continuidade ao ambiente ao mesmo tempo.

cobogo_sala

4. preço

O cobogó pode ser usado de diversas formas, até porque atualmente você encontra diversos tipos e tamanhos. Encontrei uma matéria na Casa Abril de fevereiro desse ano que mostra as três faixas de preço do cobogó, que pode ser acessível sim, só comprar e pintar do jeito que você preferir:

Cerâmico – superfície crua, mas que você pode pintar com tinta acrílica que dá um efeito super legal. Da Cerâmica Martins, o modelo reto redondo (ref. 02) mede 6,8 x 18 x 18 cm. Pede 25 peças por m² e custa R$2,10.

Argamassa prensada – tem um acabamento rústico com aparência de cimento, mas também pode receber pintura. O modelo 70, da linha Vintage, da neorex mede 8 x 19 x 19 cm. São 27 itens por m² e custa R$8,50.

Louça esmaltada – esse é o mais carinho de todos, feita de louça colorida, dispensando a pintura e mais leve que as outras. É mais frágil que os dois acima; O Quadratto, da elemento V, mede 7,8 x 20 x 20 cm. Bastam 25 unidades por m², custando R$25.

5. arquitetura brasileira

O cobogó é um elemento que esteve bastante presente na arquitetura moderna brasileira, além de ser totalmente prático na nossa região, com bastante sol e ventos fresquinhos. Além de poder utilizar na decoração da sua casa, você pode ter o toque da arquitetura brasileira na sua casa (:

1345906828_pavilhaony_3_1

Para reforçar os motivos e qualidades descritos, deixo uma galeria com diversos ambientes e fachadas que se utilizaram do cobogó como elemento de partido para o projeto ou até mesmo para decorar:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s